VEJA POR QUE A RIVALIDADE E AS BRIGAS ENTRE IRMÃOS PODEM TRAZER VANTAGENS NA VIDA ADULTA

VEJA POR QUE A RIVALIDADE E AS BRIGAS ENTRE IRMÃOS PODEM TRAZER VANTAGENS NA VIDA ADULTA

MNToggle navigationEDUCAÇÃO20/11/2017Reportar AbusoVEJA POR QUE A RIVALIDADE E AS BRIGAS ENTRE IRMÃOS PODEM TRAZER VANTAGENS NA VIDA ADULTAA rivali

Leia tudo


Veja por que a rivalidade e as brigas entre irmos podem trazer vantagens na vida adulta


A rivalidade entre irmãos costuma enlouquecer os pais. Mas, dependendo da forma que as brigas são contornadas, as desavenças podem ser... 

A rivalidade entre irmãos costuma enlouquecer os pais. Mas, dependendo 
da forma que as brigas são contornadas, as desavenças podem ser 
construtivas e trazer vantagens no futuro.


Segundo a psicóloga infantil americana Linda Blair, a competitividade 
observada no núcleo familiar é um "treinamento perfeito" para a vida 
adulta. Uma oportunidade para as crianças exercitarem habilidades 
importantes, como a negociação diplomática e a empatia.


"Devemos aplaudir em vez de ficar bravos quando crianças demonstram 
diferenças entre si, porque é a oportunidade ideal para lhes ensinar 
algo"
, afirma Blair, que acaba de lançar o livro Siblings (Irmãos, em 
tradução livre) sobre o relacionamento fraternal.


Em entrevista ao programa de rádio da BBC All in the Mind, a psicóloga 
sugere que, em vez de separar os filhos ou pedir que fiquem quietos, os 
pais adotem uma abordagem que "vai levar mais tempo, mas será mais 
eficiente no longo prazo".

"Peça 
que cada um conte ao outro sua queixa. E, a partir da idade que forem 
capazes de entender (crianças de dois ou três anos provavelmente não 
serão), diga: 'agora quero que você se coloque no lugar do seu irmão. 
Como você acha que ele está se sentindo?'."


A especialista explica que, a partir deste exercício, as crianças 
começam a desenvolver empatia, capacidade de compreender o sentimento ou 
reação da outra pessoa imaginando-se na situação dela.


"Ainda que, inicialmente, eles não consigam fazer bem (esse exercício), 
vão melhorar com o tempo e aprenderão a coisa mais valiosa de todas, 
que é a empatia. É uma ferramenta tão poderosa que (os pais) vão 
conseguir contornar a briga e de um modo que as crianças se sentirão 
bem"
, afirma Blair.


A educadora e escritora americana Signe Whitson também vê a relação 
entre irmãos como uma oportunidade para entender diferenças - seja de 
temperamentos, habilidades ou interesses.


Segundo a especialista, as fontes mais comuns de conflito são questões 
de justiça e de igualdade. Esse tipo de embate costuma surgir em 
situações que despertem ciúme - quando um ganha um presente e outro não, 
quando o mais velho pode dormir mais tarde que o mais novo, e por aí 
vai.

"Uma 
das lições mais importantes que irmãos aprenderão na vida familiar é 
que igualdade não significa justiça e justiça não exige igualdade"
, diz 
Whitson em artigo publicado em um site de maternidade.


"Quando irmãos e irmãs percebem que muitos aspectos do relacionamento 
em família são totalmente desiguais, e ainda assim totalmente justos, 
eles se saem melhor em aceitar diferenças, em ir além do ciúme e superar 
conflitos destrutivos entre si."

Posts Relacionados