Temer torce por derrota de Lula nas urnas, não na Justiça.

Temer torce por derrota de Lula nas urnas, não na Justiça.

Presidente alerta para os riscos de vitimização, caso líder petista seja condenado Entre a derrota de Lula na Justiça ou nas urnas, o presidente Michel Temer (PMDB) parece preferir a segunda opç

Leia tudo

Presidente alerta para os riscos de vitimização, caso líder petista seja condenado


Entre a derrota de Lula na
Justiça ou nas urnas, o presidente Michel Temer (PMDB) parece preferir a
segunda opção, que o ex-presidente petista seja "derrotado
politicamente". Com a proximidade do julgamento do líder pernambucano
pelo Tribunal Regional Federal Nº4 (TRF4) de Porto Alegre, que nesta
quarta-feira (24) vai decidir se confirma a sua condenação por corrupção
passiva e lavagem de dinheiro, determinada pelo juiz Sérgio Moro.








"Convenhamos, se (Lula) fosse derrotado politicamente, é
melhor do que ser derrotado (na Justiça) porque foi vitimizado. A
vitimização não é boa para o país e para um ex-presidente", comentou o
presidente em entrevista publicada na edição do sábado (20), no jornal
Folha de São Paulo.

+ Lula fecha roteiro de caravana para defender candidatura

Na sentença ditada pelo magistrado de Curitiba em julho do ano passado, Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão.


Caso a condenação seja confirmada em segunda instância, o líder de 72
anos, que lidera as intenções de voto para as próximas eleições
presidenciais de outubro, poderá ficar mais próximo não apenas da
prisão, mas do impedimento da sua possível candidatura. "Acho que, se o
Lula participar, será uma coisa democrática. O povo vai dizer se quer,
ou não", concluiu Michel Temer na mesma entrevista.