Temer diz que fará o possível e o impossível para votar Reforma da Previdência

Temer diz que fará o possível e o impossível para votar Reforma da Previdência

Para a proposta passar no plenário da Casa, são necessários 308 vo

Leia tudo

Para a proposta passar no plenário da Casa, são necessários 308 votos

O presidente Michel Temer disse, na manhã deste sábado, 2, que, no final da próxima semana, o governo deve definir se tem ou não votos para passar a Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. O peemedebista disse, ainda, que o governo fará "o possível e o impossível" para votar o texto.

“Nós vamos trabalhar pra ter os votos e, até quinta-feira próxima ou sexta-feira próxima, nós vamos ver se temos os votos”, afirmou o presidente, em evento de entrega de unidades do Minha Casa Minha Vida em Limeira (SP). “Reforma da Previdência vamos fazer o possível e o impossível para votar”, concluiu o presidente.

VAIAS

Temer foi vaiado durante discurso no evento. Em mais de um momento, os presentes vaiaram o presidente e um ou outro gritou “Fora, Temer”. Quando ele disse que em “18 meses de governo, o Brasil não parou”, a plateia rompeu em vaias.

Depois de falar da melhora econômica do País, o presidente escolheu encerrar o discurso com um provérbio bíblico, que também foi acompanhado de vaias. “Está alguém entre vós triste, praí, está alguém entre vós alegre. Cantai louvores”, disse.

Temer diz que fará o possível e o impossível para votar Reforma da Previdência

Posts Relacionados