Suspeitos de integrar grupo que planejava 'desordens' em Coari são presos

Suspeitos de integrar grupo que planejava 'desordens' em Coari são presos

Um trio suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas foi preso durante operação no município de Coari, a 363 km de Manaus. A prisão ocorreu nesta sexta-feira (28). Entre os presos, um foragido da

Leia tudo

Um trio suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas foi preso durante operação no município de Coari, a 363 km de Manaus. A prisão ocorreu nesta sexta-feira (28). Entre os presos, um foragido da Justiça de 22 anos e um casal suspeito de integrar a quadrilha que comanda o tráfico de drogas no município.
O mandado de prisão ao jovem de 22 anos foi expedido pela 2ª Vara da Comarca de Coari. O jovem foi preso durante operação “Coari Segura”, após denuncias dos moradores do município nas redes sociais e solicitação do Ministério Público do Estado.
De acordo com o comandante do 5° Batalhão de Polícia Militar (BPM), o Segundo Major Pedro Moreira, o trio estaria se articulando com outras pessoas para promover desordens na cidade de Coari e causar pânico na população. O grupo seria liderado por um homem de 30 anos apontado como chefe da quadrilha, que também é foragido da justiça.
Nesta sexta-feira, as equipes do 5º BPM junto ao reforço de policiais do 3° BPM de Tefé, chegaram primeiramente até a casa do casal. “Encontramos na casa uma balança de precisão, duas porções de drogas e dinheiro. O material estava escondido em um fundo falso próximo à pia. Encontramos ainda cerca de R$ 3.600,00 escondidos no meio da roupa do casal”, disse o major Moreira.
Foi encontrado também 04 celulares, 01 tablet, 02 tvs e uma caixa de som. O major informou que, ao questionar o jovem de 22 sobre a procedência da droga, ele respondeu que estaria guardando para o chefe da quadrilha.
Próximo à residência, as equipes prenderam um foragido da justiça de 22 anos que seria o braço direito do líder. “Ele tentou fugir e se escondeu dentro da caixa d'água da casa, mas foi localizado e preso juntamente com seu irmão menor de idade, suspeito de roubo”, disse o major.