Se libertando da magoa

Se libertando da magoa

O sofrimento não torna uma pessoa mais forte ou melhor de forma automática. A melhor maneira como você reage ao sofrimento determina se a mágoa vai torná-la melhor ou mais amarga. Deus proveu sua gr

Leia tudo

O sofrimento não torna uma pessoa mais forte ou melhor de forma automática. A melhor maneira como você reage ao sofrimento determina se a mágoa vai torná-la melhor ou mais amarga. Deus proveu sua graça para consolar em tempos de dor. Recusar a graça cria um ambiente interior onde a amargura pode crescer. Toda pessoa, em algum ponto de sua vida, experimentou o que é ser magoada por outra pessoa. Essa pessoa que foi magoada pode, então, escolher entre perdoar ou insistir na injustiça até se tornar amarga. Tornar-se amarga é uma questão de escolha que toda pessoa enfrenta. Quando a raiz da amargura brota, ela não destrói apenas a paz interior, mas também pode causar enfermidades físicas. A amargura perverte tudo que toca, começando pela pessoa que é amarga e estendendo-se a outros relacionamentos. Mas ainda, a pessoa amargurada torna-se escrava da pessoa a quem a amargura é dirigida. Rute é um exemplo importante de alguém que rejeitou a amargura. Ela perdeu sua pátria, seu idioma, a religião em que foi criada, as liberdades de sua cidadania e o núcleo familiar em que viveu quase toda sua vida. Ela assumiu novos compromissos, novas responsabilidades e tudo isso numa terra em que era considerada estrangeira e inimiga. No entanto, sua fé a capacitou a seguir adiante contra uma adversidade esmagadora e assim experimentar a extraordinária providência de Javé, o Deus de Israel. Rute pagou um alto preço. Ela enfrentou dor e sofrimento, mas foi recompensada por sua fidelidade tornando-se parte da linhagem do Messias. Noemi, por outro lado, retornou à sua pátria e ao seu povo e mais uma vez se encontrou sob proteção de Javé. Ela perdeu o marido e dois filhos, mas ganhou uma nora incomparável cuja devoção carinhosa tornou-se exemplo para as gerações seguintes. Passou por um ciclo de amargura, mas, devido a sua fé, foi purificada e teve restaurado um justo relacionamento com Deus e com outras pessoas. Ela experimentou novamente a alegria de sentir-se útil quando olhou para além das circunstâncias e disse “não” à amargura e “sim” à soberana graça e ao plano de Deus para sua vida. A amargura pode ter efeitos de longo alcance, longa duração e de autodestruição. Uma pessoa amarga deve primeiro se converter a Cristo. Depois de aceitar o seu perdão, ela passa a ser capaz de perdoar as outras pessoas como Jesus ordenou. Uma forma bem prática de fazer isso é substituindo a amargura pelo amor , principalmente demostrando amor por quem ofendeu você.


— A bíblia a respeito do tema: Amargura