QUE COISA BIZARRA É ESSA? MULHER É FLAGRADA ALIMENTANDO CRIANÇA COM GIRINOS

QUE COISA BIZARRA É ESSA? MULHER É FLAGRADA ALIMENTANDO CRIANÇA COM GIRINOS

Quem nunca engoliu um ou dois sapos na vida, né? Mas no sentido figurado! Entretanto, as imagens que você vai ver a seguir mostram uma mulher alimentando uma criança com sapinhos. De verdade. Vivos.

Leia tudo

Quem nunca engoliu um ou dois sapos na vida, né? Mas no sentido figurado! Entretanto, as imagens que você vai ver a seguir mostram uma mulher alimentando uma criança com sapinhos. De verdade. Vivos. Sim, caro leitor, eca... E, que coisa mais bizarra seria essa? Assista a seguir:



Coitada da criança... a mulher disse a ela que os girinos eram peixinhos...

As imagens acima, como você bem pode imaginar, estão causado bastante surpresa pelo mundo, e inclusive existem médicos se manifestando para explicar que a prática pode ser perigosa! A cena foi registrada na China e, até onde conseguimos apurar, parece que nas regiões rurais do país existe a crença de que o consumo de girinos vivos seria benéfica para crianças pequenas, oferecendo resistência contra substâncias tóxicas e venenos e fortalecendo o sistema imunológico.

Perigo
E essa crença não surgiu assim, do nada, nem a partir de superstições estranhas. Na verdade, a origem da prática foi descrita por um médico da Dinastia Ming em um tratado de medicina chinesa do século 16. Contudo, especialistas deste século alertaram que a ingestão de girinos vivos pode ser bastante perigosa, uma vez que pode provocar infecções por parasitas.

Na China mesmo foi registrado o caso de um agricultor de 29 anos que consumiu girinos e ficou mais de um mês hospitalizado após desenvolver uma infecção causada por parasitas. Aliás, outro alerta lançado pelos especialistas foi que, em casos mais severos, as complicações podem inclusive resultar em paralisias e consequências mais graves — como foi o caso do australiano que foi desafiado a comer uma lesma viva e acabou tetraplégico!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.
Fontes The Star The Sun/Erica Doyle Higgins The Straits Times/Lydia Lam
Imagens YouTube YouTube
BIZARRO NOJENTO