Policial tenta comer sem pagar em restaurante, e causa confusão dentro de shopping em Curitiba

Policial tenta comer sem pagar em restaurante, e causa confusão dentro de shopping em Curitiba

ba Policial foi detido pelo crime de concussão, quando um agente público exige vantagem pela função exercida. Um policial militar foi preso em flagrante na tarde de quinta-feira (10), após tentar

Leia tudo

ba
Policial foi detido pelo crime de concussão, quando um agente público exige vantagem pela função exercida.

Um policial militar foi preso em flagrante na tarde de quinta-feira (10), após tentar beber e comer de graça em uma lanchonete do Shopping Popular de Curitiba, no bairro Capão Raso. Segundo informações da administração do shopping, o agente seria alguém que já está afastado das funções. A Polícia Militar (PM), porém, não confirmou a informação.

O policial teria feito o pedido e logo avisado que não pagaria pelos produtos por causa de sua função. Por isso, foi detido pelo crime de concussão - quando um agente público exige vantagem indevida em qualquer situação.

A reportagem entrou em contato com o proprietário da lanchonete e com a Associação dos Lojistas do Shopping Popular, mas não houve interesse em detalhar o acontecimento.

Já existem vários casos de reclamações desse tipo na ouvidoria da Polícia Militar do Paraná e muitos dos comerciantes que vão fazer a reclamação, são tratados com hironia e descaso, disse um comerciante do shopping que não quis se identificar, "Uma vez me disseram pra reclamar com o governador que não dava comida suficiente".

Em nota, a PM informa que o 17º Batalhão, onde o agente em questão está lotado, está apurando o caso. A corporação ressalta que “não compactua com desvios de conduta de seus integrantes”, e que as medidas legais adequadas serão tomadas dependendo do que for averiguado.