Observatório diz que meteoro pode ter causado estrondo e tremor na Bahia

Observatório diz que meteoro pode ter causado estrondo e tremor na Bahia

O Observatório Nacional, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, disse nesta terça-feira (28) que um meteoro pode ter sido a causa de um estrondo e de um tremor

Leia tudo

O Observatório Nacional, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, disse nesta terça-feira (28) que um meteoro pode ter sido a causa de um estrondo e de um tremor registrados em Salvador e cidades vizinhas da Bahia, no último domingo (26). A equipe de sismologia do Observatório, que integra a Rede Sismográfica Brasileira, também descartou que tenha havido abalos sísmicos nas regiões onde foram relatados os tremores.
Segundo o órgão, a EXOSS, uma organização sem fins lucrativos que tem como finalidade o estudo de meteoros e que é parceira do Observatório, foi quem levantou a suspeita. Não há, no entanto, confirmação até o momento de que a queda de um meteoro tenha provocado o barulho e o tremor, mas os relatos e as imagens obtidas apontam para essa origem, segundo o órgão.
O Observatório disse que a EXOSS é uma rede colaborativa, que busca conhecer as origens, natureza e caracterização de órbitas dos meteoros. Para isso, integra as estações de monitoramento montadas por seus associados, obtendo imagens em diversos locais – entre os quais, na sede do Observatório Nacional, no Rio de Janeiro, e no Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica, também do ON, em Itacuruba, Pernambuco.
Essa rede também reúne e analisa os relatos e imagens enviadas pelo público. Com base nos relatos e imagens obtidos no último domingo, segundo o Observatório, a EXOSS publicou um infográfico, mostrando o raio de visualização das testemunhas, que é de 120 quilômetros, o horário aproximado (7h11) e uma trajetória preliminar.
De acordo com o sismólogo Fábio Dias, nenhum sinal que possa ser relacionado a um tremor de terra foi registrado pelas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), nem pela estação de GDU01, situada 150 km de Salvador, o que reforça a hipótese de que o evento tenha sido causado por um meteoro.
uspeita
O geólogo Carlos Uchoa já havia, na segunda-feira (28), levantando a hipótesde de queda de meteoro como possível causa do tremor de terra e estrondo sentido por moradores baianos. Ele também apontou como outra possíveis causa a reativação de falhas geológicas na Baía de Todos-os-Santos. "Existem duas possibilidades: uma é reativação de falhas geológicas na Baía de Todos-os-Santos, isso é comum ao longo das últimas décadas, vários sismos têm acontecido lá. E como teve relato de feixe de luz, é possível que tenha sido a queda de um meteoro que causou o barulho e o tremor nas casas das pessoas", avalia.
Carlos explica que uma falha geológica é o rompimento da rocha com movimentos de blocos e pode acontecer na terra ou na superfície marinha. "Como entre a Cidade Alta e Baixa, ali tem uma falha geológica. Pode ser na terra ou no fundo do oceano, mas sempre envolvendo rocha", afirma.

Ele diz que o tremor pode não ter sido registrado por estações sismológicas porque deve ter tido baixa magnitude. "Uma coisa que levamos muito em consideração são os relatos das pessoas, porque as estações sismográficas têm limitações. Então, se foi terremoto de baixa magnitude, como deve ter sido, é possível que as estações sismográficas não tenham registrado", explicou. Carlos ressaltou ainda que o raio de relatos de pessoas que ouviram o barulho foi maior do que o de pessoas que sentiram o tremor.
Segundo o geólogo, magnitude é a quantidade de energia liberada pelo sismo. "Isso teria que ser medido por sismógrafo, mas a gente pode falar que foi de baixa intensidade, porque são os danos físicos ocasionados pelo terremoto. E não houve danos praticamente algum, só tremor de portas e janelas, prateleiras", afirma.
O especialista tranquiliza a população e afirma que esse tipo de tremor é comum. "São vários [sismos] desde a década de 80 para cá, sentidos por sismógrafos. Não tenham medo, porque no máximo vai tremer as paredes. Existem várias falhas geológicas próximas à Baía de Todos-os-Santos e essas falhas de vez em quando reativam. Essa reativação que vai ocasionar tremor de terra", explica.
Relatos
Moradores de vários bairros da capital baiana relataram ter ouvido um forte estrondo seguido de suposto tremor por volta das 6h45 de domingo. A Defesa Civil de Salvador não tem ocorrência relacionada ao fato.
Há relatos da mesma situação entre moradores da região de Brotas, Candeal, Tororó, Engenho Velho de Brotas, Acupe, Rio Vermelho, Matatu e Barra.
"Ouvi um estrondo, pensei que tinha sido alguma coisa próxima ao Dique [do Tororó] ou da Fonte Nova", disse Ailton Souza, funcionário de um supermercado da região, que fica na Rua Frederico Costa, próximo a Campinas de Brotas.
"Eu ouvi e pensei que alguma coisa muito pesada tinha caído no chão, uma janela, algo do tipo, mas quando fui ver não era nada. Foi um barulho bem forte de uma vez só", disse o estudante Jonathas Souza. Ele mora no Dique pequeno, na região do Dique do Tororó.

Posts Relacionados