O que fazer se as pessoas têm medo do pitbull..!!!

O que fazer se as pessoas têm medo do pitbull..!!!

Se tem um Pitbull, com certeza que já ouviu alguma vez que se tratam de cães perigosos, que a qualquer momento podem atacar e coisas deste gênero. E é provável que familiares e amigos tenham sido os

Leia tudo

Se tem um Pitbull, com certeza que já ouviu alguma vez que se tratam de cães perigosos, que a qualquer momento podem atacar e coisas deste gênero. E é provável que familiares e amigos tenham sido os primeiros a dizer-lhe estas coisas. No PeritoAnimal sabemos que isto acontece.
Se o seu Pitbull está corretamente socializado, se teve o trabalho de o adestrar corretamente, tem o perfeito controle sobre ele e pensa que é menos perigoso que uma mosca morta, talvez tenha sentido vontade de se rir de todas estas coisas que dizem do seu cachorro.
Mas já alguma vez pensou porque dizem que os cachorros Pitbull são agressivos e perigosos? Neste artigo vamos explicar-lhe o que fazer se as pessoas têm medo do seu Pitbull.
O que na realidade lhe tentam dizer
A maioria das vezes, as pessoas que dizem este tipo de coisas sobre um Pitbull (ou de qualquer outro cachorro), na realidade estão a querer dizer algo deste tipo: "Tenho medo do seu Pitbull. Por favor controle-o".
Há pessoas que têm simplesmente medo dos cachorros. Não se trata de pessoas que odeiam os animais e também de se têm ou não razão para ter medo do cachorro, pois têm o direito de se sentirem seguras em espaços públicos e quando o visitam em sua casa.
Por isso, se tem um exemplar desta raça, é bom que atue de forma adequada quando se trata de mostrar às pessoas que o seu cão não é perigoso. Para isto não basta tentar convencer os outros de que o seu medo não tem fundamento, mas de agir com respeito em relação aos sentimentos dos outros mostrando que o seu cachorro e você se comportam bem.
É bom explicar que nem todos os Pitbull são perigosos e que o seu caráter depende da genética, da socialização, do adestramento e do estado reprodutivo. Mostrar que conhece a fundo o tema dos cachorros e particularmente desta raça, pode ajudar a gerar segurança nos outros, mas também tem que fazer outras coisas.
Não se esqueça que...
Para além do medo criado devido à má imagem do Pitbull, é verdade que se tratam de cães poderosos e ativos, que podem causar medo quando estão sem controle ou parecem estar. Por isso, é normal que muitas pessoas sintam medo se se depararem com um Pitbull correndo sem guia em espaços públicos. O mesmo pode acontecer com cães de outras raças, não se esqueça disso.
Levar o seu cachorro a espaços públicos com guia é muito importante. Os Pitbull estão considerados cachorros potencialmente perigosos em alguns países, por isso devem usar guia e focinheira em espaços públicos. Poderá soltar o seu cachorro em lugares que seja permitido e onde não cause medo a outras pessoas.
Não apresente o seu cachorro a quem não o quer conhecer
Outro aspeto importante é não forçar os outros a aceitar o seu cão. Isto não significa que tenha que fechar o seu pobre cão cada vez que tiver visitas em casa, mas se certificar que não está sempre junto das suas visitas e em cima delas. Isto não será necessário se tiver visitas que gostem de cachorros, em especial do Pitbull.
A menos que se trate de uma pessoa verdadeiramente importante na sua vida como o seu parceiro(a), um familiar ou um amigo muito próximo, não é preciso que todo o mundo conheça o seu cão ou esteja feliz de o ter por perto.
As relações sociais
Por último, vamos falar de duas situações que costumam deixar as pessoas muito nervosas. Quando há um Pitbull e também outros cães ou crianças presentes. Estranhamente não acontece o mesmo quando o cachorro é um grande Golden Retriever de cor branca.
Nestes casos, o melhor que pode fazer é ter o seu cachorro preso com uma guia, até comprovar que a situação está controlada e que o seu cão se relaciona corretamente com todos os outros. Não deixe de ir a zonas destinadas a cachorros, em que eles podem estar sem guia. O importante é utilizar a focinheira para prevenir qualquer multa ou má reação. Se as pessoas têm medo do seu Pitbull, elas vão se sentir mais seguras sabendo que você é um dono responsável.
Por outro lado, você representará melhor esta raça se agir de forma cuidada e respeitando o direito dos outros de ter medo de um cachorro que não conhecem.
A única forma de mudar a imagem negativa do Pitbull e mostrar que na verdade se trata simplesmente de um cachorro e não de um monstro, é mostrando que os donos de cães Pitbull são pessoas empáticas que têm consideração pelos outros.
Apesar do título e do conteúdo do artigo fazer referência apenas ao Pitbull, tudo o que foi dito é válido para todos os outros cachorros. Uma parte importante de saber conviver com os nossos pets consiste em saber conviver também com outros humanos.