'Minecraft' quer que você invoque monstros e interfira nas partidas de amigos e 'streamers'

'Minecraft' quer que você invoque monstros e interfira nas partidas de amigos e 'streamers'

om a nova atualização lançada nesta segunda-feira (23), o game de construção "Minecraft" quer que você interfira nas partidas de amigos ou de quem você gosta de ver jogando, seja invocando monstros,

Leia tudo


om a nova atualização lançada nesta segunda-feira (23), o game de construção "Minecraft" quer que você interfira nas partidas de amigos ou de quem você gosta de ver jogando, seja invocando monstros, mudando a hora do dia ou até preenchendo uma área com blocos.
O pulo do gato é que não é preciso estar jogando junto ou até mesmo ter o game aberto. Essa infernizada na vida do coleguinha acontece por meio do Mixer, plataforma de transmissão ao vivo que permite ao público influenciar no que está assistindo. Veja no vídeo acima.
A atualização traz uma integração profunda entre "Minecraft" e Mixer. Com isso, quem estiver transmitindo pode configurar o jogo com várias interações que podem ser ativadas pelos espectadores. É o que diz Matt Salsamendi, co-fundador do Mixer, em entrevista exclusiva ao G1.
"Tudo que você pode fazer no painel de comando de 'Minecraft' pode ser ligado a algum botão de interação do Mixer", diz.
"Também é possível organizar cadeias de eventos. Uma coisa é o público criar uma única criatura. Outra é criar várias em diferentes pontos. E depois erguer rochas em torno delas. E quem sabe estabelecer um tipo de partida diferente a partir daí. É totalmente possível".
O recurso já está disponível nas versões de "Minecraft" para Android e Windows 10 e chega em breve para Xbox One.

A influência do público em partidas ao vivo na internet não é novidade. Em 2014, o Twitch fez várias transmissões em que os espectadores digitavam comandos no bate-papo para ditar o que acontecia em partidas de "Pokémon", "Street Fighter II", entre outros jogos. Algumas davam certo, mas a maioria virava um caos completo. E é nisso que o Mixer quer trabalhar.
"O grande problema do chat é que é difícil perceber o que cada um está querendo individualmente e, ao mesmo tempo, como um grupo. É complicado ter uma noção ampla do que as pessoas estão tentando fazer", conta Salsamendi.
A solução do Mixer é usar a moeda virtual "spark", obtida ao assistir vídeos dentro da ferramenta, para ativar as interatividades. Cada uma delas é relacionada a botões pré-programados pelo "streamer", que também decide quanto cada uma vai "custar".
"Alguns querem centenas de zumbis surgindo. Outros só uma ou duas novas interações a cada 10 minutos. Existem diferentes tipos de pessoas. Mas a ferramenta é integrada ao ponto de permitir a personalização do nível de interatividade de cada um", conta o executivo.
Transmitindo do celular
Outra novidade desta segunda (23) para "Minecraft" fica no Android. O jogo e o aplicativo Mixer Create foram atualizados e integrados para facilitar a transmissão de partidas pelo smartphone. O app agora conta com as mesmas funções disponíveis no Xbox One e Windows 10, incluindo a central de interatividade.
"Acredito que seja um recurso perfeito para 'Minecraft'. Nos últimos meses, temos trabalhado muito para ajudar as pessoas a quebrarem barreiras e jogarem juntas entre dispositivos diferentes", afirma Aubrey Norris, gerente de comunicação de "Minecraft", ao G1.
A novidade está em fase de testes beta e deve ser lançada para dispositivos iOS até o final do ano.

Posts Relacionados