Globo é condenada a pagar R$ 1,7 milhão por extravio de animal em gravação

Globo é condenada a pagar R$ 1,7 milhão por extravio de animal em gravação

A Rede Globo efetuou um depósito judicial de cerca de 1,66 milhão de reais, depois de ser condenada na Justiça em ação movida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP)

Leia tudo

A Rede Globo efetuou um depósito judicial de cerca de 1,66 milhão de reais, depois de ser condenada na Justiça em ação movida pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP). O pedido coordenado do órgão foi realizado depois da emissora perder um gato-do-mato durante as gravações da minissérie A Muralha, entre 1999 e 2000.

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa do MPSP, a Globo recebeu autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para usar, transportar e guardar dois gatos-do-mato, que estavam sob os cuidados da organização não-governamental Associação Mata Ciliar. Contudo, apenas um dos animais foi devolvido à ONG, enquanto o outro teria fugido, não sendo recuperado.

Na petição inicial, a promotoria afirmou que a emissora não atendeu ao requisito de confeccionar abrigos com uma ante-câmara e molas para fechamento automático das portas do local onde os animais ficavam abrigados. Na primeira instância, a Justiça fixou o valor da indenização em 500.000 reais. Depois que a Globo recorreu ao Tribunal de Justiça e ao Superior Tribunal de Justiça, a condenação foi mantida e o valor foi atualizado com juros e correção monetária.

O valor será revertido ao Fundo Estadual de Interesses Difusos, conforme previsto em lei, devendo ser empregado em projetos de interesse coletivo e difuso, incluindo questões ambientais. Procurada, a assessoria de imprensa da emissora afirmou que não irá se manifestar sobre o caso.