Gasolina sobe, mas abastecer com álcool só vale a pena em 4 Estados

Gasolina sobe, mas abastecer com álcool só vale a pena em 4 Estados

O valor médio da gasolina encontrada nos postos de combustíveis do Brasil subiu 0,07% na semana que se encerra neste sábado (7), para R$ 3,887. Ao mesmo tempo, o álcool combustível caiu 0,34% no

Leia tudo

O valor médio da gasolina encontrada nos postos de combustíveis do Brasil subiu 0,07% na semana que se encerra neste sábado (7), para R$ 3,887. Ao mesmo tempo, o álcool combustível caiu 0,34% no País, para R$ 2,628.

Apesar da baixa do valor encontrado pelo Etanol, o combustível segue em desvantagem para os motoristas de quase todo o Brasil.

veja também

Metade dos postos de combustíveis interditados no Brasil possui bandeira tradicional
Combustíveis brasileiros têm qualidade semelhante aos de Primeiro Mundo, diz ANP
Número de postos lacrados por adulteração nos combustíveis dobrou em 2016
De acordo com um cálculo feito pelo R7 com base nos preços divulgados pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), abastecer com álcool só compensa nos Estados de Mato Grosso, Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

Com nova política da Petrobras, gasolina sobe 11% em três meses

PublicidadeFechar anúncio
A conta considera que abastecer com etanol só vale a pena quando o valor do combustível custar menos do que 70% do preço cobrado pela gasolina. Com isso, os consumidores do Estado do Paraná, onde a porcentagem é de exatamente 70%, podem escolher qualquer um dos dois combustíveis para abastecer.

Por outro lado, a gasolina compensa em relação ao etanol nas outras 21 Unidades da Federação. A vantagem absoluta do combustível é verificada no Estado de Roraima, onde a gasolina custa, em média, R$ 3,751, valor apenas R$ 0,15 superior ao álcool, o que cria uma relação de 95% entre os líquidos.

A gasolina também é mais vantajosa nos Estados do Rio Grande do Sul (89%), Rondônia (88%), Maranhão (88%), Pará (86%), Santa Catarina (85%), Tocantins (83%), Espírito Santo (83%), Rio Grande do Norte (82%), Acre (82%), Mato Grosso do Sul (82%), Ceará (82%), Alagoas (81%), Sergipe (81%), Piauí (80%), Paraíba (80%), Pernambuco (79%), Distrito Federal (78%), Amazonas (78%), Bahia (76%), e Rio de Janeiro (75%).

Os valores divulgados nesta reportagem são referentes aos preços apurados na semana entre os dias 1º e 7 de outubro. Os preços do álcool combustível no Estado do Amapá não foram divulgados pela ANP.