FOLHA DE ITAIPUAÇU | Dia da Árvore tem 80 mudas doadas pelo Maricá+Verde

FOLHA DE ITAIPUAÇU | Dia da Árvore tem 80 mudas doadas pelo Maricá+Verde

A primeira a retirar exemplares nativos da Mata Atlântica contou que se dava um presente de 42 anos, comemorados no mesmo dia.

Leia tudo

A passagem do programa Maricá+Verde pelo bairro de Itaocaia Valley nesta quinta-feira (21/09), Dia da Árvore, foi marcada pela visita do secretário de Cidade Sustentável, cuja pasta Hélter Ferreira. Ele conversou com moradores que foram à Avenida Itaocaia e levaram para casa todas as 80 mudas disponíveis desta edição. As espécies doadas eram de Aroeira (Schinus terenbintipholius), Canafístula (cassia fistula), Ipê amarelo (Tabebuia alba), jacarandá Mimoso (Jacaranda mimosifolia), Jenipapo (Genipa americana), Pau-Ferro (Caesalpinia leiostachya) e Urucum (Anadenanthera macrocarpa Brenan), entre outras.

Segundo o secretário, o sucesso refletido na grande procura da população mostra que o morador de Maricá desenvolveu mais consciência ambiental nos últimos anos. “As pessoas entenderam o quanto é preciso deixar árvores para as futuras gerações, e elas podem sempre contar com o nosso incentivo”, garantiu Hélter, que entregou uma muda de Tento Carolino (Platypodium elegans Vogel) à dona de casa Vilma Moreira de Calvo, de 69 anos, que levou ainda mudas de Aroeira e Urucum. “Meu marido já tinha levado uma muda para nós, mas é a primeira vez que venho. Gostei de conhecer”, disse ela.

A primeira a retirar exemplares nativos da Mata Atlântica contou que se dava um presente de 42 anos, comemorados no mesmo dia. A comerciante Andreia Soares Santana revelou que trabalha também com multiplicação de mudas desde que atuou como voluntária no Parque Estadual da Serra da Tiririca. “Já acompanho o projeto há muito tempo, mas hoje vieram até a porta da minha loja. Fiquei muito feliz por ter sido justo neste dia”, celebrou a aniversariante, que levou mudas de Pau-Ferro e Jenipapo. A amiga dela, a também comerciante e funcionária pública Rosana Neves Barros, saiu com seis mudas nas mãos (Aroeira, Canafístula, Jacarandá, Jenipapo, Tento e Urucum) e não parecia satisfeita. “Seu eu puder vou levar mais ainda, não sei se consigo”, empolgou-se ela, que tem 52 anos.

O casal formado pelo servidor Joao Scholl de Mello, de 50 anos, e a artesã Ana Claudia Silva, de 45, tinha planos maiores para as espécies oferecidas. Eles conversaram com a equipe responsável pelo programa pedindo orientações para arborizar a Avenida Tocantins, onde moram. “Queremos plantar duas quadras de árvores no entorno da nossa casa, a região precisa”, avalia João, que é seguidor do Maricá+Verde ao lado da esposa. “Sempre vamos onde estão as mudas”, resumiu Ana Claudia.

A próxima parada do Maricá+Verde será no Flamengo, na próxima quinta-feira (28/09). O calendário para os meses de outubro, novembro e dezembro esta sendo finalizado.