Coreia do Sul: Presidente sul-coreano diz que paz passa por eliminação das armas nucleares

Coreia do Sul: Presidente sul-coreano diz que paz passa por eliminação das armas nucleares

"Temos que prosseguir com os esforços para celebrar Jogos Olímpicos pacíficos", declarou Moon em conferência de imprensa. "Temos que resolver pacificamente a questão nuclear norte-coreana", ac

Leia tudo

"Temos que prosseguir com os esforços para celebrar Jogos Olímpicos pacíficos", declarou Moon em conferência de imprensa.

"Temos
que resolver pacificamente a questão nuclear norte-coreana",
acrescentou Moon, um dia depois de Pyongyang anunciar o envio de uma
delegação aos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul.

Os
delegados do Norte e do Sul realizaram na terça-feira a sua primeira
reunião oficial em dois anos, na localidade de Panmunjom, na zona
desmilitarizada que divide a península.

Estes representantes
acertaram que Pyongyang enviará atletas e uma delegação de alto nível
aos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade sul-coreana de Pyeongchang, em
Fevereiro.

Moon declarou ainda que está disposto a reunir-se com o
Governo norte-coreano diante das circunstâncias adequadas. "Sob
condições apropriadas posso celebrar uma cúpula a qualquer momento".

"Mas
não podemos fazer uma reunião apenas para fazer uma reunião. Para
celebrar esta cúpula é preciso criar-se as condições adequadas e
garantir-se alguns resultados".

A contrário da então presidente
conservadora Park Geun-Hy, o actual líder coreano sempre defendeu o
diálogo com o Governo norte-coreano de Kim Jong-Un como caminho para
eliminar os seus programas proibidos de armas.

Os Estados Unidos
consideram que a Coreia do Norte deve acabar com os seus testes
nucleares como passo prévio para qualquer negociação.

"Não temos
qualquer divergência de opinião com os Estados Unidos", garantiu Moon
durante a entrevista. "Os Estados Unidos apoiam totalmente as
conversações intercoreanas e manifestaram ao Sul a esperança de que
contribuam para solucionar a questão nuclear norte-coreana".