Chikungunya se desenvolve de forma diferente em crianças e idosos; saiba como protegê-los

Chikungunya se desenvolve de forma diferente em crianças e idosos; saiba como protegê-los

Atenção, mães e pais de crianças menores de seis meses de idade. A febre chikungunya se desenvolve de forma diferente nessa faixa etária.

Leia tudo

Além da febre e das dores nas articulações, surgem erupções na pele, semelhantes a grandes queimaduras
Atenção, mães e pais de crianças menores de seis meses de idade. A febre chikungunya se desenvolve de forma diferente nessa faixa etária.

As consequências da febre chikungunya são piores em idosos e crianças. Nessas faixas etárias, as chances de complicações são maiores e de morte também. Dos cinco óbitos já confirmados em 2017, um foi de um bebê.

Os sintomas da doença se apresentam de forma diferente. Além da febre e das dores nas articulações, surgem erupções na pele, semelhantes a grandes queimaduras. Elas surgem no tronco, em seguida no rosto, nas palmas das mãos e nas plantas dos pés.

Aí fica a dúvida: como proteger os bebes? Já que nessa fase da vida o uso de repelentes é contraindicado. O Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT, conversou com Robério Leite, infectologista pediátrico, que recomenda o uso de mosquiteiros (véus de proteção colocados em berços). Outra orientação é vestir as crianças com roupas mais compridas que cubram braços e pernas. E nunca vesti-los de cores escuras, que podem atrair o mosquito.

Estudos ainda indicam que os bebês podem contrair febre chikungunya ainda na barriga da mãe, se ela estiver doente.
Fim da conversa no bate-papo