Cesta básica fica mais barata no Rio

Cesta básica fica mais barata no Rio

Pesquisa aponta queda de 5,64% no valor dos itens de alimentação no ano pas

Leia tudo

Pesquisa aponta queda de 5,64% no valor dos itens de alimentação no ano passado


Rio - O valor da cesta básica no R io registrou apresentou uma queda de 5,64% em 2017. É o que mostra a pesquisa nacional do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Apesar do decréscimo anual, o município encerrou dezembro como a cidade com a maior alta no valor da cesta no mês passado, um aumento de 2,78%, e como a terceira capital com maior custo do conjunto de bens alimentícios básicos, num valor de R$418,71.

Os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços, na capital carioca, em 2017 foram o feijão, a banana e o açúcar, com decaídas de 32,78%, 30,24% e 25,20%, respectivamente. Já a manteiga, a batata e o pão apresentaram um aumento de preços 25,49%, 4,80% e 2,85%, respectivamente.

Segundo o estudo feito em 21 capitais, em dezembro, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.585,05, ou 3,83 vezes o mínimo de R$ 937 e o tempo médio para adquirir os produtos da cesta básica foi de 86 horas e quatro minutos.

Ambos os valores foram menores que o de novembro, quando a pesquisa era realizada em todas as capitais brasileiras. O mínimo necessário para adquirir os produtos da cesta básica correspondeu a R$ 3.731,39, ou 3,98 vezes o piso vigente e o tempo médio de foi de 98 horas e 58 minutos.