A História do famoso letreiro de Hollywood

A História do famoso letreiro de Hollywood

Construído na década de 1920 por H. J. Whitley o sinal divulgava “HOLLYWOODLAND” originalmente, como uma propaganda para divulgar um novo loteamento residencial perto do distrito de Hollywood em Los

Leia tudo

Construído na década de 1920 por H. J. Whitley o sinal divulgava “HOLLYWOODLAND” originalmente, como uma propaganda para divulgar um novo loteamento residencial perto do distrito de Hollywood em Los Angeles.
Cada uma das letras do sinal original tinha 9,1 m de largura e 14 m de altura, com cerca de 4 mil lâmpadas espalhadas entre elas. O sinal foi oficialmente erguido em julho de 1923 e não era para ser permanente. Nos anos subsequentes, com a ascensão do cinema americano, principalmente em Los Angeles, o letreiro acabou ficando mundialmente famoso por aparecer em diversos filmes, fazendo com que a prefeitura optasse por deixa-lo por lá.

Em setembro de 1932 a atriz Peg Entwistle saltou do H do letreiro e morreu. As letras “LAND” foram removidas em 1949, mas antes, em 1939, o letreiro ficou abandonado e se deteriorou, não sendo destruído por pouco. Ele foi projetado originalmente para ficar em pé somente por 18 meses e não passou por nenhuma reforma por décadas, entrando num estado de total decadência.
Na década de 1970, o letreiro estava quase completamente destruído e as letras deterioradas formavam a palavra “HuLLYWO D“. Em 1978, várias pessoas influentes quiseram ajudar, cada um doando 27.777 mil dólares para a compra de cada letra, totalizando 250.000 dólares. As novas letras possuem 14 m de altura e variam entre 9,4 m e 12 m de largura.

Doadores
Os doadores responsáveis por cada letra da nova placa “HOLLYWOOD” foram:
H – Terrence Donnelly, editor do Hollywood Independent Newspaper
O – Giovanni Mazza, produtor italiano de filmes
L – Les Kelley, criador da empresa Kelley Blue Book
L – Gene Autry, cantor, ator e empresário
Y – Hugh Hefner, fundador da revista Playboy
W – Andy Williams, cantor
O – Warner Bros. Records
O – Alice Cooper, cantor que doou em memória de Groucho Marx
D – Dennis Litke, doou em nome de Mathew Williams
Localização
O letreiro está no lado sul do Monte Lee, no Parque Griffith ao norte da Mulholland Highway. Localizado em terreno áspero e íngreme, é cercado por barreiras para impedir os acessos não autorizados.
Em 2000, o Los Angeles Police Department instalou um sistema de segurança com detecção de movimento e câmeras de circuito fechado. Qualquer movimento nas áreas marcadas do restrito é disparado um alarme que avisa a polícia.
Alterações no letreiro
A mudança do letreiro é perigosa e muito difícil mas, em determinadas ocasiões, a cidade já permitiu e permite a troca das letras do mesmo. Exemplos destas ocasiões são motivos comerciais, datas especiais, feriados, políticos, etc.
Confira abaixo a lista das mudanças já realizadas no letreiro:
HOLLYWEED – em Janeiro de 1976, pela nova lei do estado. Novamente em Dezembro de 1983, para a cena da abertura no filme dos Hot Tubs em Hollywood
HOLYWOOD – em Abril de 1977, para o serviço da Sunrise e da Easter. Novamente em Setembro de 1987, para a chegada do papa João Paulo II.
GO NAVY (“Vamos, Marinha”) – em Novembro de 1983, antes do jogo da Marinha do Exército
HOLLYWOOD II – em Abril de 1986, para marcar a revitalização da área.
FOX – em Abril de 1987, para a promoção da rede de televisão.
CALTECH – em Maio de 1987, pelo 100º aniversário de Hollywood.
USCWOOD – em 1987, para o jogo anual de futebol americano entre as universidades USC e UCLA.
OIL WAR (“Guerra do petróleo”) – em 1991, para a Guerra do Golfo Pérsico.
PEROTWOOD – durante as eleições presidenciais de 1992, em apoio ao candidato Ross Perot. Modificado novamente nas eleições de 1996.
GO UCLA (“Vamos, UCLA”) – em 1993, para o jogo anual de futebol americano entre as universidades UCLA e USC.
JOLLYGOOD – quando a empresa aérea Virgin Atlantic criou um voo sem escalas de Los Angeles a Londres.
Essa é há história do letreiro mais famoso do mundo.