Governo faz acordo com caminhoneiros, mas greve continua

Depois de sete horas de negociações, governo e caminhoneiros anunciaram, na noite desta quinta-feira (24), a suspensão, por 15 dias, da paralisação. Pressionado pelo início de um “apagão” nos transportes, no abastecimento e na produção, o governo concordou em criar um novo gasto público, na forma de subsídio, para permitir que os preços do diesel sejam reajustados apenas a cada 30 dias. Para isso, o governo solicitará ao Congresso um crédito extraordinário de R$ 4,9 bilhões para este ano. O d mais